O Tour Virtual 3D vai substituir a visita presencial na compra e aluguel de imóveis?

Tempo de leitura: 7 minutos

A evolução da apresentação dos imóveis ao mercado evoluiu muito nos últimos anos.

Considerando o nível atual de realismo e imersão da tecnologia de Realidade Virtual, a navegação fácil, interativa e intuitiva, tanto em computadores, tablets, como em smartphones, duas perguntas são frequentes: Como será o processo de corretagem daqui para frente? A visita presencial deixará de acontecer?

itelleport

Ainda vemos anúncios de imóveis em jornais impressos como antigamente, porém é fácil perceber que a praticidade da internet e o volume de informação que ela é capaz de fornecer, transforma esse novo veículo em uma forma muito mais eficiente de comunicar características dos imóveis e conseguir chegar a muito mais interessados do que a mídia impressa.

Jornais e encartes especializados em imóveis apareceram e foram substituídos pelos atuais portais imobiliários que se integram aos sistemas informatizados das imobiliárias e assim divulgam imediatamente as ofertas captadas no formato que os interessados podem definir suas preferências. Assim eles podem facilmente filtrar milhares de imóveis escolhendo aqueles que gostariam de conhecer mais detalhes. Normalmente esses detalhes são aqueles que não estão descritos nos anúncios e que suas respectivas fotos não foram capazes de esclarecer. A falta de informações mais detalhadas afeta a decisão de compra negativamente. Um anúncio com fotos ganha sempre maior atenção do que um sem fotos.

Leia também  06 Dicas para tornar sua imobiliária mais eficiente através da tecnologia

A última e mais completa geração de ferramentas para apresentação de imóveis na internet são os Tours Virtuais 360° e os mais sofisticados, os Tours 3D.

Leia também  Foto 360º no mercado imobiliário: Tendência ou moda passageira?

Estas ferramentas são capazes de apresentar a planta baixa do imóvel e perspectiva tridimensionais integradas com dezenas de fotos 360°. Como são perfeitamente alinhadas tendo o modelo 3D como referência, permitem que o usuário sinta-se caminhando dentro do imóvel e possa conhecê-lo em detalhes e sem sair de casa, quase um teletransporte.

A curva de adoção dessa inovação tem um comportamento comprovadamente exponencial, o que significa dizer que, no futuro próximo (4 a 5 anos), a maioria dos imóveis à venda ou disponíveis para locação serão apresentados ao mercado através de Tours Virtuais 3D.

s curve

Alguns movimentos confirmam essa tendência:

1- Portais imobiliários e Softwares de Gestão de imobiliárias estão sendo modificados para apresentar os Tours Virtuais 3D de forma mais destacada e integrada com as informações comerciais dos imóveis ofertados.

2- Proprietários de imóveis, principalmente os de alto padrão e para locações de temporada, têm nos procurado cada vez mais para a criação de Teleports para os seus imóveis:

  • O Tour Virtual atende perfeitamente às necessidades do público apenas curioso, que não reúne condições de comprar o imóvel e diminui os incômodos, principalmente quando o proprietário ainda mora no local.
  • Locações de Imóveis de temporada, mesmo os de alto padrão, já tem acontecido sem a visita presencial dos interessados.

3- Há um perceptível movimento de transformação digital nas imobiliárias que adotaram o Teleport como ferramenta de trabalho:

  • Na Vetorial de Caraguatatuba, por exemplo, os corretores agora atendem os clientes que visitam a imobiliária com o auxílio de televisores conectados aos seus notebooks e quando vão à casa dos interessados levam óculos de realidade virtual onde podem apresentar de forma imersiva as alternativas previamente selecionadas.
  • A possibilidade de o cliente visitar diversos imóveis em sua própria casa, em conjunto com os demais familiares que também decidem a compra já é uma realidade.
  • O corretor que apresenta melhores resultados tem um perfil mais consultivo, menos influenciador e mais investigativo.
  • O pré-vendas que se limitava a informar condições comerciais dos imóveis e conseguir o agendamento das visitas presenciais para os corretores agora orienta visitas virtuais por telefone e o cliente navega a partir de links enviados por Whatsapp, e-mail, Facebook ou publicados diretamente nos sites das imobiliárias ou nos Portais.
  • O marketing imobiliário dá sinais de maior profissionalização com o desafio de ligar características dos imóveis da carteira a perfis de clientes, tudo no mundo digital.
Leia também  Como a experiência do cliente pode agregar valor para o seu negócio?

4- As Construtoras e Incorporadoras já identificaram a oportunidade de antecipar Lançamentos Imobiliários, imóveis comercializados ainda na planta, usando o Tour Virtual 3D como ferramenta de venda.

  • Atualmente o Teleport já substitui até a construção de Decorados no empreendimento Maranata da MVituzzo em São José dos Campos, o Citizen da BKO em São Paulo, O Luna e o Bella Vista da PRODOMO em Belo Horizonte, dado o realismo e imersão que a Realidade Virtual proporciona.
  • Além de ser muitas vezes mais barato que um decorado físico, o Tour Virtual 3D de imóveis na planta tem gerado uma quantidade impressionante de visitas de potenciais clientes quando publicado na  internet;
  • Mesmo tendo apartamentos decorados físicos, construtoras e incorporadoras como Perplan, Teixeira Duarte, MAR, Tarjab e Sudoeste tem incluído o Teleport nos seus sites com quantidades de visitas também impressionantes.

Neste cenário é possível afirmar que o Teleport ganhará a preferência dos interessados em comprar e vender imóveis por vários fatores:

  • Reduz os custos de deslocamento do corretor;
  • Padroniza a apresentação das características dos imóveis;
  • Reduz o número de visitas presenciais infrutíferas;
  • Aumenta a eficiência das vendas, por não haver custo de deslocamento e porque agora os potenciais interessados podem ser “convidados” a visitar os imóveis através das redes sociais;
  • Acelera o processo de compra e venda pelo aumento significativo do número de visitas aos imóveis da carteira.

Conclusão

A adoção em massa do Tour Virtual 3D é um cenário certo para os próximos anos, mas não substituirá completamente a visita presencial, mesmo que a experiência de visitação chegue a níveis de imersão e realismos muitos superiores aos atuais, afinal a decisão de compra da casa própria é importante demais para ser tomada virtualmente.

Apesar disso é acertado prever que aqueles imóveis que não puderem ser visitados à distância, serão preteridos pelos clientes e demorarão mais tempo para serem comercializados.

Da mesma forma, é possível antever que o Tour Virtual 3D será uma ferramenta essencial de apoio às vendas para o corretor.

Aqueles que melhor dominarem essa tecnologia serão mais eficientes no processo, isto é, terão mais resultados com menos esforços e menos custos.

Com um controle cada vez maior sobre a experiência de visitação virtual, o Corretor terá a chance de compreender melhor das necessidades e conhecer os desejos mais profundos dos clientes, tornando a jornada de compra mais prazerosa, mais rápida e mais barata do que é hoje.

O Teleport é com certeza uma ruptura com o modelo tradicional de visitação e de comercialização de imóveis e, como toda mudança, sempre assusta um pouco, mas é fácil prever que os maiores lucros estarão com aqueles que primeiro incorporarem o uso desta nova tecnologia ao dia-a-dia da corretagem imobiliária.

Willes de Toledo
www.iteleport.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *